PC prende homem que teria dado calote de 200 mil em Vitória do Xingu

O acusado pelo crime é de pré nome Wiliam, segundo a polícia civil, ele fazia apostas e recolhia valores dos vitorienses de acordo com as partidas do campeonato brasileiro, prometendo pagar quem acertasse o placar, os jogos eram registrados em seis máquinas que ainda imprimiam as apostas e transmitiam por Tabletes os palpites do apostador, porém mesmo que acertava não recebia os valores. Wiliam foi preso nesta terça-feira (20) pelo delegado Lindoval Borges, titular da delegacia de Vitória do Xingu, cidade a 46 km de Altamira no sudoeste do Pará.

Ainda segundo a polícia civil, o acusado integra um grupo de pessoas ainda maior, que faziam o esquema funcionar como se fosse uma grande empresa, porém o jogo de azar é vedado por lei e caracteriza estelionato, uma espécie de crime especializado para enganar pessoas.

“Ele tinha outros três cambistas que faziam as vendas nas ruas da cidade, pelo que já recebemos de denuncias e a quantidade de apostas feitas a cada rodada de jogo de futebol, estimamos que cerca de 200 mil reais foram levados com o golpe” disse Borges.

Todo o material foi apreendido, e os acusados estão à disposição da justiça vitoriense, Wiliam deve ser encaminhado para Altamira onde aguardará julgamento, as investigações estão em andamento e devem chegar a outros integrantes do grupo. A polícia civil alerta para esse tipo de prática na região, que pode enganar mais pessoas que não estiverem avisadas do estelionato.

Por: Felype Adms (com imagens e informações da TV Vitória).

Postar um comentário

0 Comentários