Sintepp fecha porto da balsa em Itaituba

No início da noite de ontem (25), 19h30, o Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará) interditou o porto da balsa que faz a travessia entre Itaituba e Miritituba, sudoeste do Pará.  


Os profissionais da educação da rede pública municipal de Itaituba estão em greve desde o dia 15 de maio. O sindicato luta por  reajuste dos vencimentos base da categoria da educação. O prefeito do município, Valmir Clímaco, diz não haver possibilidade de reajustar o salário dos professores. Diante da recusa do prefeito, o sindicato vem tentando conseguir a adesão dos profissionais de educação, que aparentemente, não estão muito confiante nesse movimento que recebeu pequena adesão. 

E como o movimento não conseguiu paralisar as escolas, resolveu partir para uma ação mais agressiva e prejudicial ao município, interrompendo o trânsito da rodovia Transamazônica que, obrigatoriamente, usa as balsas que realizam a travessia do rio Tapajós, que não tem nenhuma relação com a classe de educação, pois faz parte de uma rodovia federal. Quem paga por essa ação é a população, que passa a ter prejuízos financeiros por conta de um movimento da educação. Antes, os alunos eram os prejudicados, agora, toda a sociedade, por causa de alguns professores.  
Fonte: Blog RPI

Postar um comentário

0 Comentários