Passaram-se mais de dois anos e apenas a cobertura do shopping popular de Itaituba foi concluída

A construção do shopping popular, em Itaituba, era visto como um excelente projeto para trazer mais dignidade à dezenas de trabalhadores informais, principalmente aos ambulantes que ocupam as calçadas da rua Hugo de Mendonça e travessa treze de maio, em contrapartida também traria benefícios aos pedestres que teriam a calçada livre das barracas. Mais de dois anos se passaram e apenas a primeira etapa da obra foi concluída.

Atualmente o local serve apenas como estacionamento; Construção só deve ser retomada ano que vem.

Placa com informações sobre a contrução

A construção da cobertura do shopping popular, iniciada no dia 13 de maio de 2016, avaliada em mais de 330 mil reais, ainda na gestão da ex prefeita Eliene Nunes, tinha prazo de conclusão de 4 meses, mas só foi concluída no primeiro ano de mandato do atual prefeito Valmir Climaco, porém, resta o passo fundamental, a construção da parte interna do local.

Em abril deste ano 2018, Valmir Climaco, acompanhado de vereadores, engenheiros, secretários e do vice prefeito, visitou a construção e garantiu que a obra teria continuidade e seria entregue no prazo de seis meses. Este tempo passou e a única movimentação no local são de carros e motos que utilizam o espaço como estacionamento privado.

Há seis meses o prefeito visitou a construção e garantiu a continuidade da obra.

A reportagem  conversou com Edmílson Góes, da coordenadoria de Planejamentos da prefeitura, que disse que a primeira etapa da obra foi concluída, a construção do telhado, já a parte interna depende de recursos do governo que ainda deverão ser repassados. Ele disse ainda que devido o período político é bem provável que o recurso para conclusão do projeto seja repassado à prefeitura somente ano que vem.
“Todas as obras são recursos externos, o recurso anterior era pra fazer o telhado, e já está pronto. Estão terminando o projeto interno para corre atrás da verba, é bem provável que este ano não liberem mais, devido as eleições.” Disse Edmilson
Sobre o fato do local estar sendo utilizado como estacionamento privado, Edmilson afirma que ninguém é autorizado pela prefeitura a estacionar.
Fonte: Portal Giro

Postar um comentário

0 Comentários