PM de São Carlos prende acusado de envolvimento na morte de policial no Pará

A Polícia Militar de São Carlos (SP) prendeu, na quarta-feira (29), um dos acusados de participar da morte de um cabo da PM de Belém (PA) em maio de 2018. Celso Ferreira de Souza, de 36 anos, responderá por latrocínio e estava foragido desde o crime. 

Segundo a PM, o homem veio para a cidade depois do latrocínio usando RG falso. O caso aconteceu em maio de 2018.

De acordo com informações da PM, uma denúncia revelou que o acusado estava na Rua Castro Alves, na Vila Lutfalla. Ele foi detido enquanto estava em uma aula de mecânica, com um documento de identidade falso e atendia por 'Benedito'.

Ele foi conduzido ao Plantão Policial e encaminhado para a Cadeia Pública de São Carlos. Ainda não há previsão para a transferência para o Pará.

ENTENDA O CASO:

O cabo do 20º Batalhão Giorgio Silva Salame, de 39 anos, foi baleado enquanto dirigia pela Rua Iracema no dia 9 de maio, no bairro Marambaia, em Belém. Segundo a PM, ele não estava de serviço durante a ação.

Ele foi socorrido e encaminhado Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, onde permaneceu internado até 23 de maio, quando a PM confirmou sua morte.

Um dia depois do crime, dia 10 de maio, a PM prendeu um motorista de Uber suspeito de envolvimento no latrocínio. O veículo dele foi encontrado com marcas de tiros.
O suspeito foi apresentado na Divisão de Homicídios (DH) junto com o veículo usado na ação e, além de confessar a participação, disse que estava na companhia de outras três pessoas.

Segundo a polícia, ele havia alegado que apenas fez a corrida, no entanto depois mudou a versão e confirmou que sabia que a viagem era para o crime.

Fonte: G1 Pará

Postar um comentário

0 Comentários