Vendavais podem ocorrer no Pará até 15 de maio

Temporal e nuvens carregadas provocaram uma forte ventania no litoral do nordeste de Estado, na manhã do último sábado (28). O vendaval, que havia sido previsto pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), provocou a queda da cobertura do ginásio de esportes do Sesc, em Salinópolis, e a da quadra da Escola Municipal de Ensino Fundamental Rosa Athayde, em Augusto Corrêa.

O Inmet previu que, durante sábado e o domingo (29), o índice pluviométrico no Marajó e no litoral do nordeste do Estado atingiria 80 milímetros, nos dois dias, devido à existência de nuvens cumulunimbus nas regiões, fenômeno que, além de fortes chuvas, pode causar ventos de grande velocidade. “A previsão é que vamos ter muita chuva até o dia 15 de maio, quando o tempo vai mudar, anunciando a chega do verão”, adiantou José Raimundo Abreu de Sousa, coordenador do instituto.

Nos dois locais, não havia ninguém durante o desabamento, que só resultou em danos materiais. “Felizmente, o desabamento não ocorreu durante os dias úteis, quando o ginásio é muito frequentado. A área foi devidamente isolada e uma equipe técnica deve tomar as devidas providências ainda na segunda-feira (hoje)”, disse o comandante do 13º Grupamento do Corpo de Bombeiro, major Jacob.

O prefeito de Augusto Corrêa, Filho Barreto, também comemorou o fato do desabamento não ter ocorrido um dia de atividades da escola. “Os bombeiros e a Defesa Civil já fizeram o isolamento da área e a Secretaria de Infraestrutura iniciará e recuperação da cobertura”, concluiu.

(José Clemente Schwartz/Diário do Pará)

Postar um comentário

0 Comentários