MPF recomenda que empresa responsável por hidrelétrica realoque 62 famílias em Altamira

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou que no prazo de cinco dias úteis a empresa Norte Energia/AS, responsável pela hidrelétrica de Belo Monte, faça a retirada e a realocação de 62 famílias que vivem no bairro da Lagoa do Jardim Independente I, no município de Altamira, sudoeste do Pará. A comunidade é uma das impactadas pelas obras da usina.


 De acordo com os procuradores, depois da formação do reservatório da hidrelétrica, essas famílias passaram a viver em uma área permanentemente alagada.


 No último dia 19, o movimento dos atingidos por barragens denunciou a precariedade das construções e do risco iminente de desabamento.


De acordo com o MPF, a situação verificada é de absoluta insalubridade e as famílias vivem em um estado brutal de degradação da condição humana.
A Norte Energia informou que já vem trabalhando na elaboração de um plano para as famílias residentes no Jardim Independente I e que vem cumprindo todas as obrigações legais de maneira rigorosa, mas que a realocação de 62 famílias proposta pelo MPF é indevida.

Por: G1 Pará

Postar um comentário

0 Comentários