Região

VEREADOR WESCLEY AGUIAR, DISCORDA DO POSICIONAMENTO DO PREFEITO VALMIR CLIMACO E DIZ QUE SONEGAÇÃO DE IMPOSTO DO OURO EM ITAITUBA É RESULTADO DA FALTA DE LEGALIZAÇÃO DA ATIVIDADE GARIMPEIRA NA REGIÃO.


A denúncia de uma possível sonegação da  imposto do ouro no município de Itaituba, foi feita pelo  prefeito  na primeira sessão deste ano na câmara de vereadores onde Valmir Clímaco disse que o município deixou de arrecada em 2017 cerca de 8 milhões de reais, recursos proveniente dos impostos da mineração que deixaram de ser pagos a prefeitura.

Ver Wescley Aguiar.

 Quase um mês após a denúncia do prefeito, o vereador Wescley voltou a fala sobre o assunto e disse que a falta de pagamento dos impostos do ouro não é culpa dos garimpeiros e nem das compras de ouro, segundo ele é falta de legalização da atividade mineral.



Wescley também discorda quando o prefeito afirma que o município  de Itaituba deixou de arrecada quase 9 milhões de reais ano passado, segundo ele os números são bem menores.



O prefeito deixou claro que todas as providências estão sendo tomadas para que a prefeitura possa receber os impostos  que segundo ele foi sonegados por empresas compradoras de ouro existentes no município.


Já o vereador Wescley teme que a denuncia do prefeito possa despertar o interesse dos órgãos competentes e resultar em uma grande fiscalização que poderá segundo ele afetar todos os trabalhadores da mineração.

Fonte: http://www.plantao24horasnews.com.br/ com informações do repórter Marinaldo Silva.
Imagens: Weslen Reis - TV Eldorado BAND. 

Postar um comentário

0 Comentários