Top Ad unit 728 × 90

Naufrágio do navio Capitão Ribeiro, que resultou na morte de 23 pessoas, completa um mês.

Na sexta-feira (22) completou um mês do naufrágio do navio Capitão Ribeiro, que resultou na morte de 23 pessoas no Pará. O navio transportava 52 pessoas pelo rio Xingu, e afundou em uma área denominada Ponte Grande do Xingu, entre os municípios de Porto de Moz e Senador Porfírio, sudoeste do Pará. O Ministério Público instaurou um inquérito no dia 24 de agosto e ainda investiga a responsabilidade dos envolvidos naufrágio.


A embarcação saiu de Santarém, no oeste do estado, no dia 21 de agosto com destino a Vitória do Xingu. Segundo a Marinha do Brasil, o navio estava autorizado a trafegar até o município de Prainha, mas o barco iria na verdade percorrer um trecho três vezes maior que o permitido, com 384 km a mais do que o indicado. Além disso, a Agência Estadual de Regulação e Controle de Serviços Públicos (Arcon-PA) afirmou que a embarcação não estava autorizada a transportar passageiros.


Sobreviventes disseram que chovia muito quando o barco virou e que a embarcação chegou a ser atingida por uma tromba d'água - fenômeno similar a um tornado. "A tripulação disse ter visto, no horizonte, algo com o formato de um funil, acompanhado de muita chuva e vento forte, e que teria pego o barco pela popa e o afundado. A embarcação girou e afundou em seguida", afirmou o delegado Elcio de Deus, de Porto de Moz.
As vítimas
O trabalho de identificação dos corpos das vítimas era feito no ginásio da cidade, por equipes do Instituto Médico Legal de Belém e Altamira. Após a identificação, os corpos eram liberados para os familiares fazerem o sepultamento.
No dia 24 de agosto a Prefeitura de Porto de Moz organizou um velório coletivo no ginásio. Depois da cerimônia, as primeiras vítimas já foram enterradas, a maioria era morador do município.
Mortos identificados:

•Luciana Pires, 28 anos
•Neiva Nonato Romano, 18 anos
•Maria Edna Duarte, 57 anos
•Aurilene Sampaio Miranda, 35 anos
•Lucivalda Marques Oliveira, 42 anos
•Rosiene dos Santos Leite, 35 anos
•Weivon Leite de Oliveira, 5 anos
•Orismar Ribeiro Miranda, 61anos
•Sebastião Soares Batista, sem idade confirmada
•Sergio Henrique Sousa, 1 ano
•Leomi Almeida Pereira, 28 anos
•Leticia Pires Pereira, 4 anos
•Maria Eduarda Sampaio Miranda, 5 anos
•Paulo Roberto Viana Mendes, 25 anos
•Auzilene Andrade Sousa, 17 anos
•Salete Machado, adulto sem idade confirmada
•Nicole Oliveira dos Passos, 2 anos
•Alexandre Sampaio Sales, 22 anos
•Maiara Santos da Silva, 19 anos
•Graziela Duarte, 10 anos
•Weligton Mendonça, idoso sem confirmação de idade
•Nicolas Oliveira dos Passos, 2 anos
•Tais Oliveira dos Passos, 5 anos
Confusão de números:
As primeiras informações sobre o acidente informavam que haviam 70 pessoas à bordo do navio, das quais 25 teriam sobrevivido. De tarde, a Secretaria de Segurança Pública informou que seriam 15 sobreviventes e 10 mortos resgatados.
Ainda na quarta, o Corpo de Bombeiros informou que o número de resgatados subiu para 19.
Na manhã desta quinta-feira, a secretaria informou que, segundo o dono do barco, havia 48 pessoas na embarcação.
A pasta, porém, informou que trabalhava com o número de 49 pessoas: 10 mortos, 23 sobreviventes e 16 desaparecidos.
Na manhã de quinta o governo informou que 9 corpos foram localizados, elevando o número de vítimas para 19.
Ao final da manhã de quinta, mais dois corpos foram encontrados, totalizando 21 mortos e 23 sobreviventes. No início da noite, a Segup informou que foram localizados 27 sobreviventes e 4 pessoas continuavam desaparecidas.
G1 PA
Naufrágio do navio Capitão Ribeiro, que resultou na morte de 23 pessoas, completa um mês. Reviewed by Weslen Reis on 11:35:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os direitos reservados Plantão 24horas News © 2017
Powered by Blogger, Customizado por: Ideal Comunicação

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.