Top Ad unit 728 × 90

UM BALANÇO DE EMPREGO EFETUADO PELO DIEESE/PA SOBRE A TRAJETÓRIA DOS POSTOS DE TRABALHO NO ESTADO, MOSTRA A DIFERENÇA ENTRE ADMITIDOS E DESLIGADOS. E O SETOR DE EMPREGO FORMAL CONTINUA EM QUEDA, DEVIDO A CRISE ECONÔMICA QUE O PAÍS ATRAVESSA.

De acordo, com os dados do cadastro geral de empregos do ministério do trabalho (caged), utilizado pelo dieese na pesquisa, no período analisado, foram feitas no pará 255.370 admissões. No entanto, houve 293.860 desligamentos, o que gerou o um saldo negativo de 38.490 postos de trabalho. 


O dieese aponta que, a perda de postos de trabalho formal é uma das maiores já verificada na década. Os setores mais impactados foram a construção civil, que fechou 20.999 postos de trabalho, seguido do setor comércio, que perdeu de 9.247 postos. O setor de serviços fechou 3.737 postos de trabalho. Já o setor da indústria de transformação teve perda de 3.589 vagas, seguido pelo setor da agropecuária, com a extinção de 503 postos de trabalho. 

No brasil, foram extintos no mesmo período aproximadamente 1,3 milhão depostos de trabalho. Segundo um representante da federação dos trabalhadores aqui em Itaituba, são quase 14 milhões de desempregados em todo o país.

A crise econômica que o país enfrenta tem contribuído para a queda na geração de empregos no estado, mas de acordo com Eudes Gomes a culpa também é dos políticos que não fazem nada para mudar esse cenário.

Fonte: http://www.plantao24horasnews.com.br/ com informações do Repórter Risonaldo Mello.
UM BALANÇO DE EMPREGO EFETUADO PELO DIEESE/PA SOBRE A TRAJETÓRIA DOS POSTOS DE TRABALHO NO ESTADO, MOSTRA A DIFERENÇA ENTRE ADMITIDOS E DESLIGADOS. E O SETOR DE EMPREGO FORMAL CONTINUA EM QUEDA, DEVIDO A CRISE ECONÔMICA QUE O PAÍS ATRAVESSA. Reviewed by Weslen Reis on 15:47:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os direitos reservados Plantão 24horas News © 2017
Powered by Blogger, Customizado por: Ideal Comunicação

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.