Top Ad unit 728 × 90

Decadência: Detran de Itaituba atende usuários em garagem


Vistorias são feitas irregularmente em uma pequena garagem.




A Equipe técnica tem cinco profissionais, mas somente dois estão na atividade de vistoriador.
Mary Braga é a única mulher na função e Amenson Bento, que como protesto pelo que considera “um caos no setor” não está fazendo vistorias de veículos de grande porte, mas somente de veículos menores.
O servidor público que tem mais de vinte anos na função denunciou à reportagem de O Impacto as condições desumanas em que trabalham numa garagem improvisada que faz a vez do Pátio de Vistoria que deveria existir, mas não existe no Detran de Itaituba.
Esse cenário de caos denota a situação de abandono, a decadência, o atraso a que Itaituba está submetida, pois sendo uma cidade estrategicamente importante no processo de desenvolvimento da região, ao longo dos anos num verdadeiro contraste, ao invés de se modernizar e crescer em planejamento, está sendo relegada politicamente a plano inferior sobre investimentos político-administrativos mesmo tendo ainda o pomposo título de Capital do Ouro, cidade  pepita.
A garagem além de ter área em declive se resume a um “cubículo” apertado que mal cabe um veículo. A situação também revolta os motoristas que reclamam da dificuldade de entrar de ré na garagem. O despachante Edilson Rodrigues, indignado, disse que isso é uma vergonha, um Detran do porte de Itaituba está praticamente abandonado pelo governo do Estado, embora seja um dos que mais arrecadam no Pará entendendo que a falta de um pátio de vistoria causa transtornos pra todo mundo.
Conversando com o Impacto sobre o problema, o diretor do órgão Zedequias Melo admite que de fato o Detran em Itaituba vem enfrentando muitas dificuldades por não ter seu pátio de vistoria e para ilustrar realmente o descaso lembrou que há cerca de 20 anos o Detran de Itaituba lidava com demanda entre 9 a 10 mil veículos rodando na cidade, e hoje a frota de veículos em Itaituba aumentou significativamente, contabilizando um total de 50 mil veículos entre carros, motos e veículos de grande porte.

“Mas o que mudou nesses vinte anos? Continuamos com a mesma estrutura e a mesma quantidade de servidores”, reitera Zedequias Melo.
Amenson Bento diz que não há condições de vistoriar veículos de grande porte
VISTORIADOR DIZ QUE ESTRUTURA NÃO OFERECE CONDIÇÕES DE TRABALHO:Com relação aos prejuízos que recaem sobre aqueles que precisam fazer sua vistoria, Amenson Bento elenca sua posição afirmando que não há a menor condição de vistoriar veículos de grande porte (micro-ônibus, Caminhões, D20, carretas, entre outros) na garagem do Detran, pois mesmo sendo servidor público concursado disse que pensa em sua saúde e integridade física. “Que garantia tenho se for vistoriar esses veículos no meio da rua, sem sinalização, correndo risco até mesmo de ser atropelado?”, questiona o vistoriador revoltado.
Enquanto isso, centenas de pessoas que se dirigem diariamente ao Detran são prejudicadas, já que a vistoria serve para que os proprietários de veículos possam fazer aquisição, transferências de jurisdição, mudanças de características,de categorias, etc.
O que Amenson Bento denuncia como grave, é que a demanda de atendimento é desproporcional a estrutura do órgão que não está oferecendo as mínimas condições de trabalho, lembrando que um dos vistoriadores está em serviços burocráticos no órgão por problemas de saúde.
“Vistoria é estressante, pode comprometer até problemas de coluna, da maneira como está sendo feito”, reforça Amenson, que está vistoriando apenas automóveis. Somente sua colega de trabalho Mary Braga está fazendo vistoria em todos os veículos, mas já vem sentindo impacto dessa rotina altamente estressante e danosa à saúde. Já que nos veículos do tipo Caminhões, Ônibus e micro-ônibus, carretas são feitos no meio da rua em frente ao Detran, enquanto que motos e veículos pequenos estão conseguindo entrar no exíguo espaço da garagem.
Amenson avalia como surreal a situação que está passando profissionalmente. Somente no ano passado, ao consultarmos estatísticas de atendimentos, comprovamos que foram feitas em Itaituba cerca de seis mil vistorias. Somando os dois primeiros meses de 2007 entre aptos e inaptos já foram vistoriados 1.250 veículos, uma demanda considerada alta para apenas dois vistoriadores que precisam “se virar nos 30” em uma garagem improvisada que faz a vez de pátio.
Mas não é somente o drama da falta de pátio de vistorias que gera um atendimento de péssima qualidade no Detran, já que em média cada pessoa demora duas horas até ser atendida nos diversos serviços oferecidos lá, em face do prédio estar ultrapassado em tamanho e conforto.
Zedequias Melo, diretor do órgão, culpa Eliene Nunes, que não cumpriu acordo
DIRETOR DO ÓRGÃO CULPA EX-PREFEITA: Indagado sobre um projeto idealizado com apoio do deputado Hilton Aguiar da construção de um novo espaço para a Detran de Itaituba, Zedequias Melo foi categórico em culpar a ex-prefeita Eliene Nunes que por motivações políticas não cumpriu o acordo, explicando: “No início do seu mandato a ex-Prefeita havia se comprometido em doar um terreno para o Estado que em contrapartida daria o prédio atual do Detran para o Município. No entanto, verbalmente ela disse que sim, mas não fez os procedimentos documentais,  não honrou sua palavra”.
O terreno para nova sede do Detran é no Loteamento Buriti, mas garante que já está mantendo conversas com a nova gestão e o prefeito Walmir Clímaco vai fazer a doação do terreno no Loteamento Buriti, com a empresa doando ao Município e o Município doando ao Estado, com o Estado entrando integralmente com a verba que já está dotada na agenda mínima do governo estadual quando construída numa área de 100×100 custará cerca de sete milhões de reais e que o Município terá uma nova sede do órgão com toda infraestrutura necessária (confirmou que a planta baixa já está pronta) inclusive com pátio de vistoria que tem sido o maior gargalo, o calcanhar de Aquiles do órgão em Itaituba.
Questionado sobre a insatisfação da população pelo fato da empresa VIP estar leiloando veículos apreendidos para seu pátio em Santarém, Zedequias disse que a empresa ganhou licitação para prestar serviço de reboque em todo o Estado e que no convênio não há cláusula tornando obrigatória a implantação de um pátio de veículos  em Itaituba por parte da empresa, que já conta com três grandes pátios em Belém, Santarém e Marabá.
Quanto aos veículos apreendidos em operação de trânsito pelo Detran, Zedequias disse que o veículo fica durante 60 dias no seu pátio, após esse prazo são repassados para a empresa VIP que os remove para Santarém, aconselhando, portanto, que ninguém deixe passar esse prazo e caso tenha seu veículo apreendido seria de bom senso resolver logo aqui para evitar transtornos tendo que ir a Santarém.
Texto e Fotos: Nazareno Santos 

Decadência: Detran de Itaituba atende usuários em garagem Reviewed by Weslen Reis on 15:00:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os direitos reservados Plantão 24horas News © 2017
Powered by Blogger, Customizado por: Ideal Comunicação

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.