Top Ad unit 728 × 90

Instituto confirma morte de macaco por febre amarela no oeste do Pará

IEC irá notificar Ministério da Saúde e regional da Sespa sobre o caso. Cinco macacos foram encontrados mortos com suspeita da doença.

O Instituto Evandro Chagas (IEC) confirmou nesta terça-feira (21) que a morte do macaco encontrado na zona rural do município de Rurópolis, no oeste do Pará, foi provocada por febre amarela.
A preocupação com a morte dos animais começou depois que mais de 340 macacos morreram no sudeste do Brasil com febre amarela. Os macacos são hospedeiros do vírus da doença.

O Instituto Evandro Chagas e a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) deram início à investigação sobre a mortes de cinco primatas nos municípios de Rurópolis e Itaituba, no oeste paraense, no início do mês.  A comunidade onde os macacos morreram fica na divisa da Floresta Nacional do Tapajós, por isso, as investigações também foram feitas nessa área de mata.

Segundo o IEC, após a confirmação do resultado positivo, o Ministério da Saúde e a 9ª regional-Santarém/SESPA deverão ser notificados.

Diante da suspeita dos casos, a Secretaria de Saúde de Itaituba aumentou o número de vacinas contra a febre amarela nos postos de saúde do município, de 17 mil para 40 mil doses.
Após analisar amostras de macaco encontrado morto no oeste do Pará, o Instituto Evandro Chaga confirmou que a febre amarela foi a causa da morte do primata.

Após analisar amostras de macaco encontrado morto no oeste do Pará, o Instituto Evandro Chaga confirmou que a febre amarela foi a causa da morte do primata.

Por: G1 Pará (Foto: Tarso Sarraf/O Liberal)

Instituto confirma morte de macaco por febre amarela no oeste do Pará Reviewed by Weslen Reis on 12:51:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os direitos reservados Plantão 24horas News © 2017
Powered by Blogger, Customizado por: Ideal Comunicação

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.